REGRAS PARA COMENTÁRIOS - VÁLIDAS A PARTIR DE 19/07/2014

Este blog trabalha com material considerado polêmico, conspiratório e desconhecido para muitos, por isso torna-se necessário estabelecer algumas regras para comentar nele.

Este blog não publicará comentários que contenham:

- xingamentos e ameaças por opiniões políticas que não condizem com as suas;

- discursos de ódio contra quaisquer partidos ou políticos;

- discursos de ódio contra raças, religiões ou opção sexual;

- Machismo / feminismo;

- discurso em defesa de vertentes políticas como nazismo, fascismo e equivalentes;

- os termos "socialismo", "socialista", "comunismo", "comunista", em qualquer de seus significados;

- discurso religioso (trechos de livros, Bíblia, defesa de pastores / igrejas, e equivalentes);

- contra-informações falsas (nós pesquisaremos todas as contestações às nossas postagens, e somente postaremos sua resposta se ela tiver algum fundamento e nenhum dos discursos citados acima);

* Outros termos e situações serão analisados antes de postarmos qualquer comentário.

OS NOVOS FÜHRERS! THE NEW FÜHRERS!

OS NOVOS FÜHRERS! THE NEW FÜHRERS!

Chuva de Meteoros Delta Aquarideas Atinge Pico Hoje (28)



Depois do espetáculo do pico da chuva de meteoros das Geminídeas, ocorrido na madrugada de domingo para segunda (28), esta noite é a vez da Delta Aquarídeas iluminar os céus.

Visível em todo o Hemisfério Sul, o pico observará a queda de 15 a 20 meteoros por hora a partir das 20:00 (horário de Brasília), estendendo-se madrugada adentro.

Após o término do pico, já na madrugada de 29 para 30 de julho, ainda será possível ver alguns meteoros esporádicos até o dia 18 de agosto.

Para quem não puder ver com os próprios olhos, o Observatório Slooh vai hospedar um webcast com a chuva de meteoros, se o tempo o permitir. Especialistas também estarão à disposição para discutir a visão celestial.

Você pode assistir a Delta Aquarideas no Space.com ou diretamente através do Slooh.com. O show começará às 23:00 (horário de Brasília) de hoje (28), e você pode participar da conversa no Twitter usando a hashtag #SloohShower.

"A Delta Aquarideas geralmente não é espetacular, mas este ano cai durante a Lua nova, aumentando o brilho diminuto das "estrelas cadentes" e possibilitando uma melhor visão", escreve o Slooh.

Sibéria: Encontrados Mais Dois Buracos Misteriosos



Depois do buraco gigante que apareceu misteriosamente na Península de Yamal (conhecida como "fim do mundo"), na Sibéria, outros foram surgindo em ritmo preocupante e têm intrigado os cientistas.

Apesar das várias teorias envolvendo OVNIs, meteoros e explosões de gás (o solo da região é repleto da substância), os investigadores não conseguem chegar a uma definição do que realmente aconteceu, apesar de a maioria concordar que provavelmente tem a ver com o aquecimento global.

Essa teoria foi reforçada com a descoberta de um segundo buraco, a 30km do anterior, formado entre 2012 e 2013, segundo pesquisas, e depois que um grupo de cientistas entrou no primeiro.

Agora, outros dois novos buracos misteriosos foram encontrados na mesma região. Eles se encontram a algumas centenas de quilômetros dos outros dois.

O terceiro a ser encontrado está perto da aldeia de Antipayuta, no distrito de Taz, também em Yamal. Ele tem um diâmetro de 15m.

Mikhail Lapsui, representante do parlamento regional, visitou a área de helicóptero:

"Seu diâmetro é de cerca de 15m. Também há terra na parte exterior, como se tivesse sido lançada por uma explosão subterrânea. De acordo com os moradores locais, o buraco se formou em 27 de setembro de 2013. Observadores dão várias versões: a primeira diz que inicialmente havia fumaça no local e, em seguida, houve um estouro brilhante. Na segunda versão, um corpo celeste caiu lá."

O buraco de Antipayuta tem as mesmas características dos dois encontrados anteriormente


O quarto buraco foi encontrado por pastores perto da aldeia de Nosok, na região de Krasnoyarsk, a leste de Yamal. Ele tem 4m de diâmetro e uma profundidade estimada entre 60 e 100 m. De acordo com os moradores, o buraco tem uma forma perfeita de cone, e um deles disse:

"Isso não parece uma obra humana, mas também não se parece com uma formação natural."

A formação de Nosok


Os cientistas continuam a estudar as causas que levaram à formação dos buracos.

MH17: Segundo Ucrânia, Caixas-Pretas Acusam Russos; Provas Apontam o Contrário - E Até Mesmo a Inexistência do Voo MH17



Análises das caixas-pretas com os dados de voo MH17 da Malaysia Airlines, derrubado no leste da Ucrânia, mostram que ele foi destruído por estilhaços advindos da explosão de um foguete e caiu devido a "grande descompressão explosiva", disse uma autoridade do setor de segurança ucraniana nesta segunda-feira (28).

O porta-voz do Conselho de Segurança da Ucrânia, Andriy Lysenko, declarou em entrevista à imprensa em Kiev que a informação foi dada por peritos que analisam os registros do avião derrubado em território sob controle dos separatistas pró-Rússia, em 17 de julho.

O Reino Unido está encarregado de baixar os dados das duas caixas-pretas do MH17 recuperadas no local do desastre e entregar a informação para investigadores liderados pela Comissão de Segurança da Holanda, que farão a análise.

Uma porta-voz da organização disse esperar a divulgação de um relatório até o fim de semana.

O governo da Ucrânia e o Ocidente acusam os rebeldes de terem derrubado o avião. A Rússia responsabiliza o governo ucraniano pela queda, na qual morreram todas as 298 pessoas a bordo.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Embora a mídia esteja trabalhando para convencer o mundo de que os russos derrubaram a aeronave, há provas de que ela foi abatida por um míssil disparado pelo exército ucraniano durante um exercício da OTAN.

Além disso, os EUA possuem imagens de satélite que provam o ocorrido e já até retiraram sua acusação contra a Rússia.

Em outro desenvolvimento, testemunhas da queda, jornalistas investigativos, a imprensa mexicana e militares separatistas da Ucrânia defendem a idéia de que nunca existiu um voo MH17, e que o avião derrubado era o MH370 - supostamente desaparecido em março. Segundo eles, os corpos que fediam a decomposição e não tinham sangue provam isso.

Gaza: ONU Pede "Cessar-Fogo Imediato e Incondicional"



O Conselho de Segurança da ONU formalizou um pedido de "cessar-fogo humanitário imediato e incondicional" entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza após uma reunião de emergência realizada em Nova York no início da madrugada desta segunda-feira (28).

Em uma declaração aprovada por todos os 15 membros, o órgão também pediu uma trégua "duradoura" baseada em uma iniciativa do Egito, segundo a qual o fim das hostilidades abre o caminho para negociações sobre o futuro de Gaza, incluindo a abertura das fronteiras do território. O pedido solicita ainda que a pausa nos combates ocorra em função do feriado muçulmano de Eid al-Fitr, que deve começar nos próximos dias, e se estenda depois disso.

O comunicado destacou que "instalações civis e humanitárias, incluindo as da ONU, devem ser respeitadas e protegidas" e enfatizou a necessidade do "fornecimento imediato de assistência humanitária à população palestina na Faixa de Gaza".

A Jordânia, o único membro árabe do Conselho, insistiu que fosse formalmente adotada sem demora.

Reações

O representante palestino na ONU, Riyad Mansour, disse que o comunicado não fez avanços e que era necessária uma resolução formal exigindo a retirada das forças israelenses de Gaza. "Eles deveriam ter adotado uma resolução há mais tempo, condenando esta agressão e pedindo que esta agressão pare imediatamente", disse.

Já o embaixador israelense, Ron Prosor, criticou que a declaração "não menciona nem o Hamas nem seus disparos de foguetes, e nem o direito de Israel se defender", e voltou a acusar o movimento islamita de usar a população de Gaza como escudo humano.

Conflito

Em 20 dias de conflito, cerca de 1.060 palestinos, a maioria civis e incluindo muitas crianças, foram mortos. Israel diz que 43 dos seus soldados morreram, assim como três civis mortos por mísseis e morteiros lançados do enclave no Mediterrâneo.

Neste domingo (27), os combates diminuíram em Gaza depois que militantes islamistas do Hamas disseram apoiar uma trégua humanitária de 24 horas, mas não havia sinal de qualquer acordo abrangente para acabar com o conflito com Israel.

Alguns disparos ocorreram depois que o Hamas anunciou que ia colocar suas armas de lado e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, questionou a validade da trégua.

"O Hamas não aceita sequer seu próprio cessar-fogo, está continuando a disparar contra nós enquanto falamos", disse ele em entrevista à CNN, acrescentando que Israel ia "tomar quaisquer medidas necessárias para proteger o nosso povo".

No entanto, moradores da Faixa de Gaza e testemunhas da Reuters disseram que os bombardeios israelenses e o lançamento de mísseis do Hamas diminuíram lentamente durante a tarde, o que sugere que uma trégua de fato pode estar tomando forma, enquanto esforços internacionais para intermediar um cessar-fogo permanente pareciam hesitantes.

Mas militares israelenses disseram que vão precisar de mais tempo para destruir uma rede de túneis que cruzam a fronteira de Gaza, o que eles dizem ser um dos seus principais objetivos.

O Hamas quer o fim do bloqueio econômico israelense-egípcio de Gaza antes de concordar em interromper hostilidades. Israel sinalizou que poderia fazer concessões nessa direção, mas só se os grupos militantes de Gaza forem despojados de suas armas.


FONTE: G1

Human Rights Watch Cobra Alckmin e Congresso Contra Tortura

A organização não-governamental Human Rights Watch encaminhou nesta segunda-feira uma carta ao Congresso Nacional e ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), cobrando ações que combatam e previnam a prática de tortura cometida por agentes do Estado (SP).

A ação acontece após a divulgação pela entidade, também hoje, de um relatório no qual aponta haver “fortes indícios” do envolvimento de agentes estatais em pelo menos 64 casos de tortura ou tratamento cruel, desumano ou degradante ocorridos desde 2010. Em 40 dos 64 casos, destacou a HRW, os abusos “constituíram efetivamente tortura”.

Em relação ao Congresso, a entidade pretende que, tão logo acabe o recesso parlamentar, no início de agosto, seja priorizada a votação do projeto de lei que determina prazo máximo de 24 horas após prisão em flagrante para presos serem conduzidos à presença de um juiz.

O documento constatou que, apesar de essas violações ocorrerem com mais frequência nas primeiras 24 horas da prisão, não é raro presos terem que esperar três meses ou mais para serem conduzidos à presença de um juiz – figura para a qual poderiam denunciar os abusos sofridos.

Dos casos investigados, destacou a entidade, 26 ocorreram em São Paulo, Estado que concentra a maior população carcerária do País. “As autoridades paulistas devem adotar medidas para combater essas violações, como instalar um mecanismo estadual de prevenção e combate à tortura para monitorar casos e padrões desses abusos”, pediu a HRW em carta enviada separadamente a Alckmin.

Casos citam de violência sexual a choques elétricos

O relatório aponta que mais de 150 policiais, agentes penitenciários ou agentes do sistema socioeducativo estiveram envolvidos nos casos analisados em São Paulo, no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, na Bahia e no Paraná.As violações ocorreram em diversas localidades, incluindo nas ruas, no interior de residências, viaturas policiais, delegacias e unidades de detenção, variando de espancamentos severos e ameaças de violência física e sexual a aplicação de choques elétricos, sufocamento com sacos plásticos e violência sexual”, diz trecho do levantamento.

Segundo a diretora da Human Rights Watch Brasil, Maria Laura Canineu, o Brasil vem adotando medidas para combater a tortura, “mas muito mais deve ser feito”.

Quando pessoas presas têm que esperar meses para serem apresentadas a uma autoridade judicial, é improvável que denunciem abusos sofridos durante a sua abordagem — e, resolvendo fazê-lo, muitas vezes não dispõe dos meios para comprovar os abusos porque marcas físicas já desapareceram”, destacou Maria Laura, em comunicado à imprensa.

Projeto no Congresso

O projeto de lei do Senado nº 554 de 2011, atualmente em análise pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal, prevê que pessoas presas em flagrante sejam conduzidas à presença de um juiz no prazo máximo de 24 horas para uma “audiência de custódia.”

Para a HRW, essas audiências permitirão que vítimas de tortura ou tratamento cruel, desumano ou degradante denunciem abusos imediatamente, enquanto provas ainda estão preservadas, além de contribuir para a exclusão de confissões e outras provas obtidas por meio de tortura de processos criminais, declarou a Human Rights Watch.

Em agosto de 2013, a Presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que criou um Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, composto por 11 peritos com poderes para realizar visitas periódicas a locais de privação de liberdade civis e militares. Em abril de 2014, o Conselho Nacional de Justiça publicou uma recomendação que estabelece normas básicas que devem ser seguidas por magistrados que receberem denúncias fundadas da prática de tortura e tratamento cruel, desumano ou degradante.

PMs do Caso Amarildo aparecem em relatório

Entre os casos citados pelo relatório, há o dos policiais militares envolvidos no desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, 47 anos, em julho do ano passado, na Rocinha, zona sul do Rio de Janeiro. O documento destacou que os PMs torturaram vários outros moradores da Rocinha em 2013”.

Por exemplo, na véspera da prisão de Amarildo, policiais militares levaram o jovem, X.Z., de 16 anos, ao Centro de Comando e Controle da Rocinha e o ameaçaram com violência sexual, colocaram sua cabeça dentro de um vaso sanitário cheio de fezes e o forçaram a ingerir cera líquida para que revelasse os nomes de traficantes de drogas, conforme relataram os pais do jovem à Human Rights Watch e ao Ministério Público”, diz trecho do relatório.

Impunidade é regra, diz HRW

Outro ponto destacado pela Human Rights Watch no estudo foi a impunidade dos casos de tortura ou tratamento cruel, desumano e degradante por agentes estatais – entre eles policiais, agentes penitenciários e agentes do sistema socioeducativo.

Em relação a isso, a entidade observou que das 122 denúncias de tortura, lesão corporal e maus tratos cometidos entre 1 de janeiro de 2011 e 1 de julho de 2013 e apresentadas à Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo,  nenhuma delas resultou em punições contra os policiais envolvidos. 

A Justiça Militar do Estado de São Paulo recebeu pelo menos 4.000 casos de suposta prática de lesão corporal por policiais militares entre janeiro de 2011 e julho de 2013. Porém, somente 53 policiais foram condenados pela prática desse crime neste período”, completou o relatório.

O governo de São Paulo não se pronunciou sobre a carta encaminhada pela Human Rights Watch Brasil.


FONTE: Terra

MH370 e MH17: Voos Diferentes, Mas Mesmo Avião e Vítimas?



Um comandante rebelde pró-Rússia no leste da Ucrânia deu uma versão bizarra para os eventos que cercam o acidente com o voo 17 da Malaysia Airlines - derrubado por um míssil disparado por tropas ucranianas durante um exercício da OTAN no dia 17 de julho.

Igor Girkin sugeriu que as vítimas estavam mortas há muito tempo e que isso pode ser observado através de fatos reportados por jornais mundiais, chamando a atenção para o voo MH370, da mesma empresa, desaparecido em março.

Girkin disse que foi informado por pessoas no local do acidente de que "um número significativo de corpos não estavam frescos" e que "não havia sangue nos corpos nem no local em que caíram", além de "federem como se estivessem em decomposição".

De fato, foi o que disse uma mulher que deu entrevistas a vários jornais mundiais depois de revelar que um corpo caiu no telhado de sua casa, quebrando-o e indo parar na sala. A testemunha disse abertamente que estranhou o fato de que "não havia sangue espalhado" e que se impressionou com o "fedor do corpo".

Igor ainda acrescentou a informação de que "inúmeros frascos de remédios para coagular o sangue, bem como recipientes de soro sanguíneo, foram encontrados no local da queda".

Alguns dias antes, o respeitado repórter investigativo freelance Jim Stone, do The Event Chronicle, já havia suspeitado de que se tratava do mesmo avião "desaparecido" como MH370.

Segue tradução das partes mais importantes da reportagem de Jim Stone, veiculada pelo The Event Chronicle em 23 de julho (alguns trechos foram editados por conterem menções e links para postagens irrelevantes ao tom desta).
_________________________________________________________________________________

Agora temos a prova clara, graças a outro detetive da internet que estava ligado na reportagem de Gordon Duff, que foi re-publicada no beforeitsnews. Este detetive, que passou muitas horas comparando fotos do MH370 com as dos destroços do MH17, encontrou provas fumegantes. Eu passei algumas horas confirmando seus achados e ele não está errado.

Fotos de arquivo revelam que a configuração da janela abaixo da bandeira é única e específica de acordo com o prefixo na cauda de cada aeronave (info do blog: o MH370 tinha uma janela lacrada do lado direito da porta).
Embora não haja identidade positiva da aeronave, este achado sugere que o voo MH17 não foi derrubado por um míssil (info do blog: a aeronave vista no local da queda na Ucrânia (foto maior à esquerda) também tinha a janela lacrada do lado direito da porta, embora fotos do avião do voo MH17 mostrem claramente que a janela em questão é aberta).

Em todos os trabalhos de pintura, as coisas nem sempre se alinham do mesmo jeito. A posição da bandeira no MH370 coloca sua ponta na primeira janela atrás da porta, e no MH17, a bandeira se alinha com a segunda janela.

Você tem que olhar pelo lado correto do avião para ver isso, porque as linhas laterais no lado oposto são as mesmas em ambos aviões. Mas quando os lados corretos de duas aeronaves são comparados (isso seria o mesmo que o lado do passageiro de um carro), você pode ver claramente que a bandeira está uma janela inteira recuada, onde supostamente deveria estar se realmente fosse o MH17.

Não há maneira de sair desta, esta é a prova irrevogável de o avião abatido é o voo 370. Agora há um outro jato para reposição por aí, para ser usado em outra falsa bandeira, o de prefixo 9M MRD

Abaixo estão as duas fotos fumegantes. 

É importante notar que o avião do MH370 era novo, e, portanto, nunca fora repintado. Este é o jeito que a bandeira SEMPRE esteve no avião 370, e vai apontar para sempre que o avião derrubado era o do voo 370.



Agora o voo MH17. Note a posição da bandeira, e TAMBÉM, que o MH17 tem uma janela a mais deste lado da aeronave, DETONANDO TOTALMENTE A HISTÓRIA OFICIAL.



Um desenvolvimento no relato dos corpos pobres

Agora está sendo dito que um médico holandês, que esteve no local da queda menos de um dia após o ocorrido, lançou testemunho de que "os corpos no avião estavam podres há dias com certeza [os passageiros] estavam mortos antes do acidente", o que corrobora o que o comandante [separatista Igor Girkin] disse e que existem provas de que eles também foram torturados.

A imprensa mexicana fez uma reportagem com muito detalhadas sobre os corpos dos mortos, mostrando-os sendo carregados nos trens em sacos para cadáveres, e o mais importante, falando de o quanto ruim eles CHEIRAVAM, com absolutamente todos na cena engasgando com o fedor, incluindo militares robustos e médicos. Foi surreal, eu nunca vi nada parecido com isso em relação a corpos de qualquer desastre. Não há nenhuma maneira de esse tipo de podridão poderia ter surgido num curto espaço de tempo, a menos que os corpos estivessem de fato mortos muito antes de caírem.

É extremamente importante reforçar a realidade com o fato de que os corpos estavam podres, porque isso prova além de qualquer dúvida de que este não era o VOO MH17, NÃO HÁ MANEIRA POSSÍVEL OU CONCEBÍVEL DE SER NÃO IMPORTA QUAIS HISTÓRIAS OU TEORIAS SEJAM APRESENTADAS. Eu não poderia me importar menos com o que o MSM fala sobre isso, os corpos podres tornam tudo irrelevante. Não há meio termo para com isso.

Enquanto você analisa as diferentes imagens do MH17, você precisa se lembrar que ele era um avião de 17 anos que foi pintado muitas vezes. Este não era o caso para o voo 370, ele nunca foi repintado porque era quase novo. Assim, as comparações da bandeira e da janela para com as do voo 370 são legítimas, porque é a maneira que elas sempre foram e nunca pareceram diferentes, e é por isso que eu estou afirmando categoricamente que as fotos provam que o avião abatido é o voo 370. 

Vou declarar que as fotos provam que é realmente o voo 370, porque tenho a certeza de que um voo normal supostamente programado como MH17 foi cancelado naquele dia, porque eles não teriam um suprimento de corpos podres no MH17, o que voo 370 provavelmente teria.

Adicione a isso as outras anomalias, como ele [o MH17] ter voado 200 km fora do curso para cima de uma zona de guerra, o fato de que o voo 370 precisava ser eliminado, o fato de que foi declarado que uma investigação legítima nunca poderá ser feita, o fato de que ele tinha duas escoltas que prova que a Ucrânia  tramou tudo e não a Rússia, o momento coincidente com a sentença de morte para Gaza para manter isso fora do noticiário. O que mais que alguém precisa confirmar sobre isso? A pintura combinando perfeitamente com a que o voo 370 sempre teve é a pista bônus, em minha opinião, é tudo claro o suficiente para começar a culpar pessoas.

Diz-se que os mortos não podem contar histórias, mas quando eles estão apodrecendo em um avião cheio de corpos que deveriam estar perfeitamente frescos, SOMENTE ISSO DIZ TUDO, SOMENTE ISSO é necessário para declarar que este avião era o voo 370. O QUE MAIS PODERIA SER?  Zumbis mortos-vivos NÃO embarcaram no MH17.

Leia a reportagem na íntegra (em inglês) clicando aqui.
_________________________________________________________________________________

Depois das explicações de Jim Stone, realmente podemos confirmar que algo foi tramado. Isso a partir da foto que circulou pela internet um dia após a queda do MH17, que foi supostamente tirada por um holandês chamado Cor Pan. Em seu perfil no Facebook, Cor Pan postou uma foto do avião em que ia viajar (MH17) e a frase "caso ele desapareça, é assim que ele se parece".

Analisando a foto em questão, nota-se a diferença da posição da bandeira e da pintura a que Stone se refere.

A partir da explicação de Jim Stone, a foto de Cor Pan provaria de uma vez por todas que este avião é na verdade o MH370 (observe a posição da bandeira e a janela lacrada do lado direito da porta)

É engraçado que Jim Stone tenha mencionado que o conflito em Gaza é somente uma maneira de desviar a atenção para o fato de que o MH17 é na verdade o mesmo avião do MH370, pois isso foi muito comentado nos últimos dias.

Algumas fontes dizem que o MH370 estava escondido no aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, capital de Israel. Isso corroboraria a versão de Stone para a razão do conflito em Gaza - desviar a atenção para a saída da aeronave do local. E a região da Ucrânia em que a aeronave supostamente foi abatida é relativamente próxima, em tempo de voo, de Israel.

Foto seria do MH370, estacionado no aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, Israel. A fonte que entregou a foto ao jornalista americano Robert Parry disse que a mesma foi tirada alguns dias antes da queda do MH17. 

O repórter investigativo Robert Parry, que já produziu diversas reportagens sobre falsas bandeiras e desmascarou algumas, também crê que o MH17 era na verdade o MH370. Ele até revelou que uma fonte lhe confirmou que a Ucrânia abateu o avião.

Ele chamou a atenção para o fato de que ambos aviões tinham prefixos muito parecidos, mudando apenas a última letra - o que era um O no 370, é um D no 17.

A diferença no prefixo de identificação de ambas aeronaves é mínima: o avião MH370, supostamente "sequestrado", possuía os números 9M-MRO, enquanto o suposto MH17 tinha prefixo 9M-MRD.


Parry, que trabalhou por muitos anos nas empresas jornalísticas Newsweek e Associated Press, diz ter certeza de que tudo que se vê na mídia - principalmente dos EUA - incriminando russos ou desviando a atenção para o fato de que o avião seria o mesmo não passa de manipulação.

Gordon Duff, outro repórter investigativo de respeito, do The Event Chronicle, concorda com ele:

"Uma leitura cuidadosa da declaração do Secretário de Estado John Kerry [sobre a autoria do disparo do míssil] no Washington Post é um sinal revelador de como a mídia  controlada vai longe para enganar. Em nenhuma parte do artigo do Post Kerry faz declarações sobre a origem do míssil. Em vez disso, o Post cita, entre aspas, pois eles quase sempre fazem isso agora, uma "fonte anônima" que faz a declaração e, em seguida, atribui outras declarações ao Secretário Kerry na esperança de confundir os leitores e jornalistas incautos. 
O jornalista do Post, Michael Birnbaum, tem sido muitas vezes ligado a propagandas e hoax, incluindo vários sobre a Síria, as imaginárias "zonas de proibição de voo" dos EUA e relatos de enorme envio de tropas dos EUA para a Jordânia.  
Dezenas de jornalistas de todo o mundo foram "queimados" por essas histórias, as quais foram estruturadas para parecem atribuídas a fontes reais, mas, após cuidadosa leitura, eram sem fundamento. Da mesma forma, o Huffington Post, Daily Beast, Newsweek, New York Times e Wall Street Journal fazem exatamente a mesma coisa."

Chuva das Geminídeas Poderá Ser Observada Hoje



A chuva de meteoros da Constelação de Gêmeos (daí seu nome) atinge seu ponto alto hoje (27) e poderá ser vista com clareza durante a noite e madrugada de domingo para segunda (28).

O ponto radiante desta chuva estará na Constelação de Aquário. A observação será ajudada pela ausência da Lua, que é minguante e desaparecerá no decorrer da noite.

O melhor horário para observação é após a meia-noite. Deve-se olhar para o LESTE para ver os meteoros, que cairão a uma proporção de até 20 por hora. A chuva poderá ser observada em todo o mundo.



Embora o pico seja somente nesta noite, alguns meteoros esporádicos poderão ser vistos, na mesma posição, até 18 de agosto.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...