OS NOVOS FÜHRERS! THE NEW FÜHRERS!

OS NOVOS FÜHRERS! THE NEW FÜHRERS!

Diretor de "Gray State" e Família São Misteriosamente Assassinados Em Casa; Polêmica Em Torno da FEMA Cresce



Um cineasta independente e sua família foram encontrados mortos em sua casa em Minnesota, nos EUA, no dia 17 de janeiro deste ano. A mídia está descrevendo o ocorrido, mesmo sem provas, como um "aparente assassinato seguido de suicídio".

Um vizinho alertou as autoridades depois de ver os corpos sem vida do escritor, diretor, produtor de cinema e veterano do Exército David Crowley, de 29 anos, sua esposa Komel, de 28, e sua filha Rano de 5 anos de idade, dentro de sua casa em Apple Valley.

O vizinho estava investigando porque pacotes de entrega tinham sido deixados na porta da família há semanas. Ele diz que depois de tocar a campainha, olhou pela janela e viu "três corpos no chão, com um revólver preto ao lado deles".

É incerto quanto tempo os corpos tinham estado lá, mas os vizinhos suspeitam que eles morreram em algum momento durante o feriado de Natal.

Várias agências policiais estão investigando as causas da morte, mas ainda não fizeram um comunicado. Eles estão tratando declaradamente a morte como "suspeita", observa o Daily Mail.

"Crowley serviu no Iraque durante a sua passagem de cinco anos no exército e se casou com Komel enquanto estacionado no Texas", relata o New York Daily News.

Vizinhos dizem que não haviam tomado conhecimento da ausência da família, mas que tinham visto, anteriormente, Crowley em seu quintal brincando com a filha.

Embora poucos detalhes tenham se tornado públicos, os relatórios já estão sugerindo que Crowley pode ser o responsável pelo crime por causa de um recente corte de cabelo, fotos enviadas para uma mídia social e porque ele "começou a usar farda" de acordo com o Star Tribune.

Somando-se às circunstâncias suspeitas que cercam a morte está a natureza controversa do mais recente projeto de Crowley, intitulado "Gray State" (Estado Cinza), um filme independente altamente esperado que prevê um estado policial brutal, a repressão da Lei Marcial com a identificação biométrica, um estado de vigilância onipresente e "soldados imperiais" da FEMA matando dissidentes em campos de concentração.



Um dos atores que aparecem no trailer de Estado Cinza, Charles Hubbell, disse ao Pioneer Press que "Crowley parecia destinado ao sucesso e tinha sangue-frio". "Toda a vez que trabalhei com ele não havia nada agressivo, caótico, estranho ou anormal. Ele foi um dos que eu tirava o chapéu, estava indo rumo ao sucesso".

A campanha para o filme no Indiegogo alcançou sua meta em outubro de 2012, arrecadando US$ 61,332 que iriam para "necessidades de pré-produção."

Crowley também estava trabalhando em um filme de não-ficção intitulado "Gray State: The Rise", um documentário que "elogia a beleza da liberdade sobre a opressão, escravidão e tirania", de acordo com a página do Facebook do filme.


A FEMA E SUAS POLÊMICAS

Não é de hoje que o nome "FEMA" é ouvido quando se fala em algum acontecimento estranho.

Em 2005, a agência que deveria zelar pelo bem-estar do povo dos EUA simplesmente negligenciou todos os avisos de que o furacão Katrina atingiria a Louisiana com força. Sem contar os mortos, milhares de famílias estão morando em abrigos do governo até hoje.

A FEMA é vista por muitos como o que retrata o filme: uma agência governamental que instalará e regulará a Lei Marcial nos EUA e, posteriormente, no mundo.

Seus mais de 3800 campos de concentração no território dos Estados Unidos, a compra de 5 milhões de caixões, guilhotinas e cartuchos de calibres pesados são assunto de muitas teorias. Em 2014, usando o Ebola como desculpa, o exército americano começou a montar os primeiros campos de concentração da FEMA na África.

A FEMA se junta ao Projeto Blue Beam e ao HAARP, que fazem parte de um projeto de controle mental de acordo com documentos revelados por Edward Snowden, no intuito de controlar a população. O exército, que sofreu uma limpa em 2013 para empregar somente soldados que obedeçam qualquer ordem de Obama, se une a eles para garantir a colaboração dos cidadãos.

Foco do Forum Econômico de Davos 2015 Foi "Mudança"



A 45ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial, que teve lugar entre 21 e 24 de janeiro de 2015 em Davos-Klosters, Suíça, teve como tema principal "O Novo Contexto Global".

O tema reflete o período de profunda mudança política, econômica, social, tecnológica e climática em que o mundo entrou, o que tem o potencial de acabar com a era da integração econômica internacional e de parcerias, que começou em 1989.

Participaram da reunião 2.500 líderes, incluindo os chefes das 1.000 empresas mais bem sucedidas do mundo, os chefes de Estado e de governo do grupo G20 e de outras nações, os chefes de organizações internacionais mais importantes do mundo, juntamente com líderes da sociedade civil, sindicatos de trabalhadores, as principais religiões do mundo, a mídia e as artes. As comunidades Novos Campeões do Fórum, Jovens Líderes Globais, Global Shapers, empresas de crescimento global, pioneiros da tecnologia e empreendedores sociais também contribuíram.

A reunião de 2015 forneceu uma plataforma para mais de 50 iniciativas que estão sendo lideradas pelo Fórum, com o objetivo de contribuir para uma mudança positiva da agenda global, bem como da indústria, negócios e regiões do mundo. Estes incluem uma iniciativa público-privada para ajudar a alcançar o "desmatamento tropical zero líquido" causado por commodities agrícolas até 2020; o foco é a preservação das florestas tropicais, como a Amazônia.

Também foi discutido um esforço multilateral para estimular mais diálogos estratégicos inter-indústrias e inter-ministérios sobre formas de fortalecer a governança da Internet multi-setorial e a cooperação.

O mudança climática e o aquecimento global tiveram destaque dentro de suas discussões, levantando a necessidade de ação global imediata para o combate de uma possível catástrofe climática no futuro. No mesmo tom de urgência, foram discutidas as relações conturbadas da Rússia com a Ucrânia e o destino da atual Europa no setor econômico.

Um dos pontos altos foi a discussão do Grupo de Trabalho para a Paridade de Gêneros do Fórum, que trabalhará com os governos em todo o mundo para melhorar as oportunidades econômicas para as metades feminina e transgênero (que inclui homossexuais masculinos, femininos e transexuais) da população.

Em apoio a esses esforços, o programa do Fórum contou com mais de 250 sessões, cada uma pesquisando e projetando os pensamentos de uma rede de mais de 1.500 especialistas de classe mundial que se concentram na identificação e fornecimento de soluções para mais de 80 desafios globais individuais.

A Reunião foi a mais aberto ao público da história do Fórum, com mais de 20 sessões televisionadas e uma capacidade de webcast multilíngue expandida cobrindo 60 sessões, contribuindo para conversas nos meios de comunicação social.

NASA: Asteroide 2004 BL86 Tem Pequena Lua



Os cientistas que trabalham com a antena de 70 metros do Deep Space Network da NASA em Goldstone, Califórnia, lançaram as primeiras imagens de radar do asteroide 2004 BL86.

As imagens mostram que o asteroide, que fez sua maior aproximação ontem (26 de janeiro de 2015) às 08:19 PST (14:19 em Brasília) a uma distância de cerca de 1,2 milhões de quilômetros (ou 3,1 vezes a distância Terra à Lua), tem a sua própria lua.

As 20 imagens individuais usadas no filme foram geradas a partir de dados coletados em Goldstone, em 26 de janeiro de 2015. Elas mostram que o corpo principal é de 325 metros de diâmetro e tem uma pequena lua de aproximadamente 70 metros de diâmetro.



Na população de asteroides perto da Terra, cerca de 16 por cento dos que têm cerca de 200 metros ou mais são binários (asteroide primário com uma lua na sua órbita) ou sistemas triplos (duas luas).

A trajetória do asteroide 2004 BL86 é bem compreendida. O sobrevoo de segunda-feira foi a maior aproximação que o asteroide fará da Terra pelo menos nos próximos dois séculos.



Mais próximo que ele, e mais preocupante, será o sobrevoo do 1999 AN 10. Três vezes maior que o 2004 BL86, ele passará a 388 mil km de nós - quase a mesma distância da Lua. Os cientistas não sabem ainda se ele poderá afetar a órbita do nosso satélite ou mesmo ser atraído pela gravidade da Lua ou da Terra.

FONTE: NASA

Asteroide Gigante 2004 BL86 Passará Pela Terra Segunda (26)



Um asteroide do tamanho de uma montanha irá passar "raspando" pela Terra na segunda-feira (26 de janeiro), marcando a passagem mais próxima de um grande corpo espacial até 2027.

O asteroide 2004 BL86, que tem cerca de 550 metros de largura, passará a 1,2 milhões de quilômetros do nosso planeta - cerca de três vezes a distância entre a Terra e a Lua.

"Embora este sobrevoo não representa uma ameaça para nós, ele apresenta uma rara oportunidade de dar uma boa olhada em um asteroide próximo à Terra", dizem os oficiais da NASA.

Os cientistas estão ansiosos para estudar o 2004 BL86 para identificar sua órbita, observar a sua superfície e até mesmo procurar possíveis luas em seu entorno.

Trajetória do asteroide 2004 BL86


"Seu tamanho, proximidade e trajetória não permitirão o avistamento a olho nu, mas talvez seja possível observá-lo com binóculos comuns", disse Donald Yeomans, que está se aposentando como gerente do Programa de Objetos Próximos à Terra da NASA.

Apesar do otimismo de Yeomans, é muito provável que a rocha só seja visível com telescópios, mas nada é descartado. "Quando a noite cair em 26 de janeiro, ambos os astrônomos profissionais e amadores vão estar apontando seus telescópios para a constelação de Câncer, onde o movimento da rocha espacial será observado enquanto ela passa por nós no espaço. O 2004 BL86 atingirá magnitude visual 9, o que significa que poderá ser observado como uma tênue estrela através de telescópios com uma abertura de 4 polegadas (10 cm). Embora seja difícil, talvez possa ser visível mesmo com binóculos", disseram os cientistas do EarthSky.


COMO OBSERVAR

O asteroide passará no ponto mais próximo da Terra nesta segunda-feira (26) às 14h19 (horário de Brasília), mas o momento de maior brilho ocorrerá entre 01:07 e 01:52 da madrugada de segunda para terça, porém, observadores com telescópios poderão observá-lo desde as 21:00 de segunda.

Portadores de telescópios computadorizados poderão apontar seus aparelhos para a estrela HIP 41843 a partir das 21:30.

Portadores de telescópios comuns e binóculos terão de esperar até após as 02:00 de segunda para terça, quando o asteroide estará passando entre Júpiter e a estrela Pollux. Bastará olhar levemente para a esquerda (Leste) do famoso aglomerado M44 - Colmeia ou Presépio - que se localiza no centro da Constelação de Câncer. Quando avistar uma pequena estrela que parece se mover lentamente, este é o asteroide.

Quem perder essa passagem só terá outra oportunidade em 2027, dessa vez com algo muito mais perigoso. O asteroide 1999 AN10, três vezes maior que o 2004 BL86, passará a 388 mil km de nós - quase a mesma distância da Lua. Os cientistas não sabem ainda se ele poderá afetar a órbita do nosso satélite ou mesmo ser atraído pela gravidade da Lua ou da Terra.

ASSISTA A PASSAGEM DO 2004 BL86 AO VIVO PELO SLOOH
CLICANDO AQUI

A TRANSMISSÃO INICIA ÀS 13:00 DE 26 DE JANEIRO (horário de Brasília).

Americano Consegue Liberação de 12 Mil Arquivos Sobre OVNIs



O projeto Blue Book da Força Aérea dos EUA analisou 12.618 casos de avistamentos de objetos voadores não-identificados (OVNIs) entre 1947 e 1969. Agora, o trabalho foi totalmente digitalizado e organizado pelo entusiasta John Greenewald e está disponível para curiosos e pesquisadores na internet.

O trabalho de Greenewald começou há 15 anos, quando ele solicitou legalmente as informações catalogadas pelo projeto ao governo dos Estados Unidos, com base na lei de Liberdade de Informação. Antes da publicação dos dados, o Blue Book estava disponível - editado - para consulta pública, em microfilme, no Arquivo Nacional, em Washington.

As informações publicadas no site são vastas e é possível buscá-las por palavras chave. São mais de 12 mil PDFs, um para cada caso, entre os quais estão alguns casos clássicos da ufologia, como o avistamento de Exeter que ocorreu em 1965 e assim como outros 701, continua sem explicação.

Cada caso catalogado reúne documentos, fotos, recortes de jornal e relatos das testemunhas, além da análise da Força Aérea americana.

Para acessar os documentos, basta clicar aqui.

NASA Encontra Estranho Ponto Luminoso Em Ceres

CRÉDITO: NASA/Dawn


Uma estranha mancha branca encontrada no planeta anão Ceres por uma nave espacial da NASA tem deixado cientistas coçando suas cabeças.

A mancha branca apareceu em Ceres em uma série de novas fotos tiradas em 13 de janeiro pela sonda Dawn da NASA, que está se aproximando rapidamente do planeta anão rodeado por um cinturão de asteroides entre as órbitas de Marte e Júpiter. Mas desde a divulgação inicial da foto na segunda-feira (19), os cientistas não foram capazes de dar nenhuma indicação do que se o ponto branco.

"Sim, nós podemos confirmar que isso é algo em Ceres, que reflete muita luz do Sol, mas o que é continua a ser um mistério", disse Marc Rayman, diretor e engenheiro-chefe da missão Dawn.

As novas imagens mostram áreas de luz e sombra sobre a face da Ceres, que indicam características de superfícies como crateras. Mas neste momento, nenhuma das características específicas podem ser definidas, incluindo o ponto branco.

"Nós não sabemos o que a mancha branca é, mas certamente é intrigante", disse Rayman. "Na verdade, ela faz com que você queira enviar uma nave espacial lá para descobrir."

Ceres é um objeto único em nosso sistema solar. É o maior objeto no cinturão de asteroides e é classificado como um asteroide e simultaneamente como um planeta anão. Com 590 quilômetros de diâmetro, Ceres é o menor planeta anão conhecido no sistema solar.

O Que Tem na Batata do McDonalds? 14 Produtos Químicos!



O McDonald’s revelou como faz suas batatas fritas e não é uma boa notícia.

Os segredos foram revelados por um programa de TV apresentado por Grant Imahara (dos Caçadores de Mitos), que teve acesso a uma das fábricas do McDonald’s em Idaho, nos Estados Unidos.

No total, 14 produtos químicos são misturados e pulverizados nas batatas, que geralmente são do tipo Russet BurbankRanger RussetUmatilla Russet ou Shepody. Elas são fatiadas, branqueadas artificialmente por bleaching (um produto químico usado para clarear tecidos e pele), passam por banhos com óleos de canola, soja e soja hidrogenado, flavorizante natural de carne, trigo hidrolisado, leite hidrolisado, ácido cítrico e dimetilpolisiloxano - um tipo de silicone.

Dextrose também é adicionada para garantir que elas mantenham uma cor dourada, evitando a cor acinzentada que é comum quando se adiciona sal e outras substâncias ou quando o produto envelhece. Terc-butil-hidroquinona é usada como conservante.

Para tentar evitar polêmica e queda nas vendas, Um porta-voz do McDonald’s disse que "os 14 químicos só são usados nos EUA" e que "no resto do mundo as batatas recebem apenas dextrose, óleo vegetal e sal".

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...